26/10/2008

Buááááá


Nos meus dias existe só a escuridão amanha já n vou querer morrer, amanha vou estar morta, fria e gelada de corpo inanimado, de olhos abertos ou fechados, de corpo rígido e desolado, sem o calor do teu abraço, um dia há-de parar, e para mim este dia chegou, tudo entra no silêncio, fecho os olhos, murmúrio rouco que faz por gritar, um joelho dois joelhos no chão a cravar, a carne…podre carne cansada de te amar, o chao cada vez mais perto, fecho os olhos com medo de me magoar, nd vale a pena neste mundo onde as pessoas nao dao importancia ao que sentimos, Amor, já não tenho mais nada para te dar...

Nenhum comentário :

Postar um comentário